Malabares Mágico

Avenida Nossa Senhora de Fátima, 11:30 da manhã, sobre o encontro de ruas entrelaçadas sobre o caos daquele transito de mais uma sexta-feira, esperando ancioso para mais uma nigth perfeita, vejo um figura interessante.

Um senhor com seus 30 ou 40 anos, todo suado pela umidade intensa que cai sobre a cidade e preso ao seu meio de ganhar a vida, o seu malabares que desliza sobre suas mãos, na esperança de sair daquela vida sofrida.

A arte ganha as ruas e no olhar de pessoas de talento, ganha a humilde forma de sobreviver ao destino, de viver um dia após o outro. Aquele malabares entra em sintonia horas e horas, sobre o sol de uma primavera calorosa. Moedas e mais moedas, não tiram seu animo diario de estar ali. Criando um mundo de magia, vivendo sobre o efeito alucinogeno do dia a dia nessa estratosfera azul cinzenta que vivemos sobre o olhar de pessoas que menosprezam o menos favorecido, o lutador.

O sol brilha para todos, e a arte nasce na mãos de quem acredita na magia de viver.

Sam 33 – Salsicha – Paulo Nunes

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s