Diamante Negro (#STOP KONY)

Wikipédia: Diamantes extraterrestres

Se de fato “os diamantes são para sempre,” parece que, em relação ao planeta Terra, eles também “o são desde sempre”.

Diamantes roubados, lapidados e pendurados no pescoço de um canalha, de um Adolf Hitler moderno. Diamantes como seu valor inestimável, seu brilho ofuscado por um roubador de sonhos. Os diamantes estão sendo encaixotados em sua própria nascente.

O sangue corre, escorre e desliza sobre nossas faces, o mal domina o medo de agir, progredir, colocar em pauta o que é certo e justo. Vamos fazer justiça, lavar nossas mãos e uni-las ao mundo da igualdade.

Todos somos iguais, sonhamos, lutamos e acreditamos em mundo melhor. Não basta apenas acreditar, pequenos gestos, pequenas ações, podem revolucionar uma nação, um mundo.

O diamante é lapidado, enquanto você revoluciona com seu poder aquisitivo elevado, elevando seu ego sobre os demais. Você é apenas notado quando o ronco do motor engrandece sua classe social e o seu som automotivo passa dos 200 decibéis.

Note que o diamante foi roubado, ele sonhava, ele acreditava, ele lutava…

Enquanto você se preocupa com a ilusão de uma tela de 42 polegadas, crianças são seqüestradas e obrigadas a transformar suas vidas em um pesadelo sem fim.

Diamantes que perderam seu brilho, sobre o olhar sanguinário de um ditador da crueldade. Levante, faça algo que possa olhar para trás, erguer sua cabeça e se orgulhar de sua atitude.

O homem é feito de atitudes, que levam há idéias que revolucionam uma nação.

Vamos trazer o brilho dos diamantes novamente! STOP KONY 2012!

Salsicha – Paulo Nunes – Sam33

Entenda:

Invisible Children é a ONG americana criadora da campanha Stop Kony. O objetivo é fazer o mundo conhecer Joseph Kony, líder da guerrilha que atua em Uganda, o LRA (Lord’s Resistance Army. Em português, Exército de Resistência ao Senhor) e forçar crianças a se tornarem soldados armados e escravas sexuais. Ao longo de 25 anos, já são mais de 60 mil. O grupo criou um documentário que rapidamente adquiriu caráter mundial, relatando o dia a dia das crianças que trabalham para Kony. Além disso, pedem a prisão do militante através de apoio popular com o vídeo Kony 2012, que em poucos dias ganhou espaço nas redes sociais.

Em 2003, os diretores Jason Russell, Bobby Bailey e Lauren Poole viajaram à África a procura de histórias para produção de um filme de aventura. O foco mudou quando se depararam com a situação de crianças sendo vítimas da guerra de guerrilhas existente na Uganda desde 1987, liderada pelo exército de Kony. O trio produziu, então, o documentário que ficou conhecido como Invisible Children.

O filme retrata a vida de milhares de crianças que são sequestradas e forçadas a se tornarem soldados de guerra. Meninas são transformadas em escravas sexuais e meninos pegam em armas para matar os inimigos do exército de Kony.

O longa-metragem foi cada dia mais divulgado e, em 2006, Invisible Children se transformou na ONG que hoje clama por apoio da população para a prisão do líder Joseph Kony. Para chegar ao intuito final, os participantes criam ações sociais para que mais pessoas ao redor do mundo abracem a causa.

 Hoje, o trabalho da ONG é feito tanto em Uganda quanto nos EUA. Na África, Invisible Children estabeleceu uma parceria com as vítimas dos ataques do LRA. A meta é dar oportunidades de mudanças para as crianças através da educação. Nas áreas em que o exército ainda está ativo, a intenção é tentar protege-los. Já nos Estados Unidos, a ONG trabalha para unir forças para acabar com o conflito, baseando-se na influência mundial que o país possui.

 

Um comentário sobre “Diamante Negro (#STOP KONY)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s