Sinceramente…

Foto: By Salsicha

Musica para leitura: Sinceramente – Cachorro Grande

De modo sincero, francamente e abertamente, estamos jogados as trevas. Para ser sincero, estamos caindo em um poço fundo e sombrio, voltamos aos tempos medievais. O despovoamento continuo, uma regressão urbana tardia.

Sinceramente, éramos mais amáveis e toleráveis, humanos sensíveis. Nos tornamos canibais, atropelando quem não lhe convém, nossos ideais ultrapassados estão roendo nosso passado heróico.

Com lisura peço lhes um segundo de bom senso, praticai o ato da gentileza. Ser gentil nos tempos modernos é algo extinto, regredimos ao período paleolítico, neolítico, homens sem cordialidade.

Sinceramente éramos adoradores da arte, da musica classica, das virtudes de uma espécie em processo de evolução. Gostaria de lembrar que de coletividade não vivemos mais, arte é retro e musica é uma promiscuidade de palavras.

Sinceridade, o texto acima não tem qualquer caráter  discriminatório contra qualquer pessoa, apenas estamos ocos de cultura, interesses, uma continua e infinita serie de benfeitorias que perdemos diante da ilusão futurista. Livrai-nos do mal, livrai-nos.

Salsicha – Paulo Nunes – Sam33

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s